CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
20 de maio de 2024
Coxim
24ºC

Política

Odilon abre quase 9 pontos percentuais na disputa pelo governo de MS

23 ABR 2018Por Redação/OJ10h:50

Levantamento feito pelo IPEMS (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul) entre os dias 14 e 20 de abril, com 1.200 eleitores de 40 municípios, revela que, se as eleições fossem hoje, o pré-candidato do PDT ao governo do estado, Juiz Odilon, teria 33,94% das intenções de voto, 8,44% a mais que o segundo colocado, o atual governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), com 25,50%. Em terceiro lugar está o ex-governador André Puccinelli (PMDB), com 25,43% e em quarto o pré-candidato do PT, ex-prefeito de Mundo Novo, Humberto Amaducci, com 2,58%. Não sabem, não responderam ou manifestaram o desejo de votar em branco ou anular o voto 12,55%.

A liderança de Odilon está consolidada em todas as regiões do estado. Em Campo Grande, maior colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul, ele tem 36,47 % das intenções de voto, seguido de André Puccinelli, com 27,24%, Reinaldo Azambuja, 21,81 % e Humberto Amaducci, 1,75 %. No interior, o pré-candidato do PDT aparece com 32,58%, Azambuja vem em segundo com 27,48%, Puccinelli em terceiro com 24,47% e Amaducci em quarto (3,03%).

Para o pré-candidato do PDT, o resultado da pesquisa IPEMS reflete a insatisfação da população com o atual quadro político e administrativo de Mato Grosso do Sul e comprova que o eleitor vai às urnas em outubro com o desejo de mudar.

“Por onde eu ando, tanto em Campo Grande quanto no interior, as pessoas me abordam com palavras de incentivo para que eu jamais desvie de meu objetivo de fazer de Mato Grosso do Sul um estado livre dos desmandos e da corrupção, com uma gestão ética, eficaz e transparente, que resultará em mais recursos para investir em saúde, segurança e educação.  Esse é o meu compromisso e, analisando meu passado de combate sem trégua ao crime, o eleitor sabe que não desviarei dele, em hipótese alguma, doa a quem doer”, comentou o Juiz Odilon.

A pesquisa, que tem margem de erro de 2,83% para mais ou para menos, foi publicado na edição desta segunda-feira (23) do jornal Correio do Estado e está registrada no TRE\MS sob o número 09406\2018.

Fonte: juiz Odilon

M9

Leia Também