CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
24 de julho de 2024
Coxim
24ºC

Coxim MS

Equipe do Diário X visita o 47º Batalhão de Infantaria

6 JAN 2017Por Paulo Ricardo06h:44

A equipe do Diário X foi recebida na tarde desta quinta (5) pelo Comandante do 47º Batalhão de Infantaria (47º BI), o Tenente-Coronel Alexandre Cavalcanti Guimarães, onde se fez presente também o Capitão Marco Aurélio Gall Pires, Relações Públicas do Batalhão. Na visita, os membros do Diário X apresentaram o mais novo Portal de Notícias com sede na cidade de Coxim-MS.

O comandante aproveitou para contar um pouco da história e da função do Batalhão dentro do Comando Militar do Oeste (CMO). Foi uma recepção sem nenhuma dúvida, com muita galhardia por parte do Comandante Guimarães.

Aproveitamos e registramos o momento com diversas fotos, pois em poucos dias o comandante vai partir rumo a novos desafios na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro, pois foi designado por necessidade do serviço, para o Ministério da Defesa, a fim de exercer cargo de comissão na Escola Superior de Guerra (Portaria nº 796, de 5 de julho de 2016).

Desta forma, já está marcada a passagem de comando do Batalhão, que vai acontecer no dia 19 de janeiro de 2017 às 19h00min para o novo comandante, o Coronel Everton Lauriano Pedro oriundo do Comando da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada que está localizada em Santiago-RS.

Aproveitamos para contar um pouco da história do 47º BI nessa matéria, através dos links disponibilizados pelo comandante:

47º Batalhão de Infantaria (47º BI) - "Batalhão Sertanista Domingos Gomes Beliago*", é uma unidade do Exército Brasileiro, subordinado à 18ª Brigada de Infantaria de Fronteria - "Brigada Ricardo Franco". Foi criado por Decreto Presidencial, em 7 de novembro de 1975, sendo efetivamente implantado na cidade de Coxim-MS em 1° de janeiro de 1976.

Em 2000, o 47º BI foi designado Força de Ação Rápida do Comando Militar do Oeste (FAR/CMO), passando a fazer parte de uma unidade de elite do Exército Brasileiro, para pronto emprego em qualquer parte do território nacional ou internacional, como o fez na Missão da Nações Unidas para Estabilização no Haiti (MINUSTAH) por três oportunidades: em 2006 com 205 militares, em 2010 com 180 militares e em 2013, com uma companhia de fuzileiros. O  47° BI também participou da Segurança dos Jogos da Copa do Mundo 2014 na cidade de Cuiabá, integrando a Força Terrestre com o efetivo de 231 militares.

No ano de 2016, o batalhão comemorou 40 anos de sua criação. O evento contou com a inauguração do selo personalizado, formatura alusiva com entrega de diplomas de amigo do 47º BI, entrega de moeda comemorativa aos pioneiros, Colaborador Emérito e antigo Comandante, entrega de troféus referentes ao concurso de pintura e desfile de antigos militares que serviram no 47º BI, entre outros.

Destacamos duas operações realizadas pelo 47º Batalhão de Infantaria em 2016:

A primeira foi em junho com a Operação Ágata 11 na cidade de Pontes e Lacerda (MT) com várias missões, dentre as quais: operações interagências de posto de bloqueio e controle de estradas com apoio de helicópteros da Aviação do Exército e da Força Tática da Polícia Militar (MT), com objetivo de realizar revistas em carros, motocicletas e caminhões que trafegavam na região, procurando ampliar a sensação de segurança e tranquilidade da população na faixa de fronteira, além de reduzir as ações de agentes delituosos naquela região e uma Ação Cívico Social implementada em coordenação com a Prefeitura de Pontes e Lacerda.

Em outubro ocorreu a Operação Ricardo Franco, na cidade de Ladário (MS), foi um exercício de adestramento avançado conduzido pelo Comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, com ações de natureza ofensiva, de pacificação e de apoio a órgãos governamentais.  Durante o adestramento, o Batalhão utilizou apoio de navios do Grupo Tarefa do Mato Grosso e de helicópteros da Aviação do Exército, ampliando sua capacidade operacional na região do pantanal.

* O Sertanista Domingos Gomes Beliago, por ser um dos fundadores de Coxim e pela elevada contribuição com a manutenção do território brasileiro e fixação da fronteira oeste, foi homenageado pelo Exército Brasileiro ao inserir seu nome como denominação histórica do 47º Batalhão de Infantaria. 

À esquerda a Operação Ágata 11 e a direita a Operação Ricardo Franco. Imagens: Site do EB
M9

Leia Também