Publicidade
Point do suco

Diário X

03 de março de 2021
Aqui tem a Verdadeira Notícia
33º 23º
Coxim/MS
31º 22º
Campo Grande/MS
31º 19º
São Paulo/SP
27º 17º
Brasília/DF

Brasil

Novo auxílio emergencial: confira lista de quem ficará de fora em 2021

22 FEV 2021Por Emilly Constanci08h:30

Com a pandemia ainda causando restrições e agravando a crise econômica, o novo auxílio emergencial 2021 é um dos assuntos mais esperados por parte da população brasileira. Apesar de já estar definido  que haverá novos pagamentos este ano,  faltam acertar alguns detalhes.

O primeiro deles é quem terá direito a receber a ajudar que deverá ficar em torno de R$ 250 a ser pago nos meses de março, abril e maio, podendo ser prorrogado para junho. O ministro da Economia, Paulo Guedes, já adiantou que cerca de 40 milhões de brasileiros devem receber o novo auxílio emergencial, número abaixo dos cerca de 68 milhões que receberam a ajuda no início da pandemia.

Assim, estima-se que em torno de 33 milhões de brasileiros, além de 14 milhões de beneficiários do programa Bolsa Família, sejam selecionados através de um cruzamento de bancos de dados, que foi utilizado como funil para determinar os contemplados da nova rodada do auxílio emergencial. O trabalho aconteceu nos últimos 11 meses.

Ficam de fora das novas parcelas do auxílio emergencial em 2021:

Quem recebe pensão;
Aposentadoria;
Benefício assistencial;
Seguro desemprego;
Tem vínculo empregatício ativo.

Como será a seleção

A nova plataforma do governo utilizada para criar o pente-fino cruza informações de 11 bancos de dados para verificarem a situação dos beneficiários. Dentre as 11 bases de dados estão: CAGED, INSS, MEI, CNIS, dentre outras.

Para ter acesso aos dados é preciso somente o CPF do beneficiário, onde a plataforma é capaz de verificar se o beneficiário é servidor público, empresário, militar, aposentado ou pensionista, além de ser possível verificar quem são os dependentes declarados no Imposto de Renda.

Após a concessão do auxílio, o governo tem a pretensão de ampliar o uso desta plataforma e aplicá-la em programas para a distribuição de emprego e renda.

Gabriel Maymone - Midiamax

Publicidade
Chicão

Leia Também