Recall TAVEL
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
21 de setembro de 2021
41º 28º
Coxim/MS
39º 27º
Campo Grande/MS
33º 21º
São Paulo/SP
33º 19º
Brasília/DF

Profissões

Longen defende investimentos na indústria para manutenção de empregos

Presidente da FIEMS quer, ainda, ações conjuntas com o poder público

13 ABR 2021Por Redação/ Talyta Rodrigues12h:34

A indústria de Mato Grosso do Sul foi responsável em fevereiro pela abertura de 1.226 postos formais de trabalho e, no acumulado do ano, já registrou 2.086 vagas abertas. Para continuar gerando empregos, o presidente da FIEMS (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, defende investimentos para garantir a competitividade do setor industrial, como recursos, juros baixos e uma discussão sobre a política de preços do gás natural e dos combustíveis.

Na avaliação de Longen, é importante que haja investimentos e oportunidades semelhantes às que foram dadas ao agronegócio no passado, pois cada vez está mais difícil produzir no Brasil. “Estamos com dificuldades com os preços administrados pelo governo federal. A prova disso é o gás, a energia e os combustíveis, que são reajustados a um valor muito maior do que o valor da inflação oficial. Então o governo precisa rever essas condições, caso contrário, nós vamos estar enterrando em definitivo a indústria nacional”, afirmou.

O presidente da FIEMS ainda defendeu ações conjuntas entre poder público e iniciativa privada para contornar a crise econômica causada em grande parte pela pandemia do coronavírus. Longen adiantou que vai se encontrar nos próximos dias com a bancada federal para cobrar a construção de ações que ajudem no combate à covid e contribuam com a retomada da economia.

Para o líder industrial, o setor empresarial não vem concordando com as ações do governo federal nessa área. “Nós do setor privado poderíamos colaborar de diversas formas, mas o governo nos poda cada vez mais e nos impede de ajudar. Entendo que o governo federal deveria rever ações de combate à pandemia e abrir, de uma vez por todas, essa condição para que a iniciativa privada possa avançar”.

Nesse sentido, é fundamental que o Congresso Nacional discuta uma revisão das ações que precisam ser construídas para dar suporte a essa crise. “Caso contrário, nós não vamos suportar chegar ao final do ano com números mágicos como os que estão sendo divulgados de crescimento do PIB de 2021”.

Ações conjuntas com o governo do Estado

Apesar das críticas ao governo federal, Sérgio Longen elogiou a mobilização do Governo do Estado, que tem trabalhado para auxiliar as empresas nesse período difícil para garantir a manutenção de empregos. “Vale destacar as ações do Estado, que são de extrema importância para que esses números consigam evoluir satisfatoriamente com todo o secretariado. Todas as ações são discutidas e feitas em conjunto com as federações, quer agricultura, comércio e até a própria FIEMS”, trazendo resultados positivos para Mato Grosso do Sul”.

Joilson Francelino - JD1 News

Ceres

Leia Também