CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
19 de maio de 2024
Coxim
24ºC

Política

“ Tenho mais de 30 anos de vida publica, estou preparado para representar MS em Brasilia ” , diz Deputado Estadual George Takimoto

23 ABR 2018Por Redação/TR14h:56

Em entrevista exclusiva à Rádio Diamante FM, ao programa “A Bronca do Eli”, do jornalista Eli Sousa, deputado estadual e pré-candidato a deputado federal, George Takimoto, fala sobre seu mandato e preparativo para as eleições 2018.

“Dourados realmente é um polo de desenvolvimento econômico, atingindo 34 municípios em saúde e comércio. Procuro sempre representar a nossa cidade e região, para apenas prestar serviço obrigatório aos Sul-mato-grossenses, aqueles que trabalham cooperando com o País e o Estado”.

Deputado George Takimoto participa a mais de 30 anos do meio político, já foi vice-governador, vice-prefeito, deputado federal, deputado estadual por duas vezes, “o povo afasta o político, fui afastado pelo povo e fiquei 18 anos sem disputar eleições. Voltei agora como deputado estadual, terminando o segundo mandato e estou agora pleiteando uma vaga na Câmara dos deputados, porque eu sinto que Dourados necessita de mais um deputado”, diz Takimoto.

“Eu disputei uma eleição, quando o Tetila disputou, em um esquema estrutural político, para dar a eleição ao Laerte Tetila. Disputei sem pretensão de ganhar, mas por um esquema político que fui envolvido e disputamos essa eleição para prefeito”.

Deputado Estadual George Takimoto é médico, formado há 50 anos, e atuante há 48 anos na cidade de Dourados, “No meu tempo, existiam poucas especialidades, então todos os médicos formados naquele tempo, quase que obrigatoriamente teriam que ser obstetra, cirurgião ou clínico. Por décadas trabalhei como obstetra e agora a obesidade tomou conta. O Estado tem o dever de fornecer os medicamentos para o tratamento da obesidade. Eu como médico experiente, faço tratamento com medicação, dieta alimentar rigorosa, exercício e principalmente com a conscientização do paciente, que tem obrigação de estar consciente e decidido a perder peso, sem essa ajuda jamais chegará a emagrecer, mas a medicação não chega à ponta, nos carentes e temos que trabalhar isso no Ministério da Saúde, para que forneçam os medicamentos aos obesos”, destaca deputado.

George Takimoto já participou de partidos como o PSL, PFL e depois foi para o PDT, por problemas políticos foi afastado do PDT e hoje está no MDB. “Fui para o MDB, pois eu e o André temos um vínculo profissional, trabalhamos juntos em Fátima do Sul, com convivência ‘Preto no Branco’, objetivos na nossa amizade, e ele sempre tem procurado levar-me ao seu partido. Com a avaliação e com a montagem das chapas para deputado federal, eu senti que com toda a grandeza do PDT e toda a consideração que tenho pelo Dr. Schmit e Dagoberto, eu achei que não houvesse lugar para eu participar do PDT, e aceitei o convite do MDB, do André Puccinelli, para participar das eleições por lá. Quanto aos colegas que vão disputar as eleições eu tenho pouco conhecimento, mas vou disputar a eleição de igual para igual para deputado federal, pelo MDB”.

“Eu sempre fui da área médica, da saúde, eu George Takimoto, médico, fui construtor do Hospital Santa Rita em Dourados, lancei o primeiro Plano de Saúde no Estado de Mato Grosso do Sul que é o Dona Med, construí junto com o deputado estadual , José Elias Moreira e Valdir Guerra, o hospital universitário de Dourados, que nasceu no meu gabinete, fui o construtor do Hospital São Luis de Dourados, o último projeto foi a construção do Hospital Regional de Dourados, que o governador Reinaldo Azambuja deverá dar continuidade às obras. Queremos realizar o Centro Médico de especialidades. Não existe sistema de saúde no Brasil, o Sus não tem hoje a mínima condição de dar um tratamento digno a sua população. Estou trabalhando em um projeto da Loteria da Saúde, o qual funcionaria da seguinte forma, o cidadão Campo-Grandense que apostasse na Loteria da Saúde, o Governo Federal teria que abrir mão da sua parte, a Caixa Econômica tiraria a parte da premiação e o recurso ficaria para a Secretaria de Saúde do Município, para serem destinados a reformas e compras de equipamento necessários, não sendo utilizada para pagamento de pessoal e compras de medicamento”, pontua deputado George Takimoto.

Pesquisas apontam divergências na liderança para a disputa das eleições 2018, “nós do interior confirmamos as pesquisas através das conversas com os nossos amigos, conhecidos e a população que nos procura, para nós, o André Puccinelli tem grande aceitação no interior. Porém, o Governo do Estado, tem uma grande força com relação aos políticos nacionais, entretanto, espontaneamente, nós sentimos que o ex-juiz federal Odilon de Oliveira, tem uma grande aceitação, mas ‘uma andorinha só não faz verão’, você precisa de vários parceiros. Precisamos escalar os nossos candidatos e aliados, e até hoje o número de aliados do Odilon está aquém das necessidades. Em Dourados sentimos que Murilo Zauhit é uma grande possibilidade de crescer e representar o nosso município, ocupando um cargo majoritário no nosso Estado, por estar dentro de todas as condições necessárias. Porém, terá que enfrentar grandes obstáculos para que possa entrar em condições de disputar o Governo do Estado nos dias de hoje, porém não sabemos daqui a 2 meses, quais as condições para a disputa”, enfatiza Takimoto.

“Eu conheço essa região desde antes da divisão do Estado, eu como cidadão Sul-mato-grossense é nós construirmos um Mato Grosso do Sul pujante, quando nós construirmos com determinação e vontade o Home Sul Mato-grossense, eu não acredito em vontades, em sonhos, acho isso é muito importante. Uma escola digna para as nossas crianças e jovens, faculdades que possam aumentar os cursos profissionalizantes e mais vagas para os nossos jovens, não vou dizer igual a japonesa ou coreana, no Japão vivem 110 milhões de habitantes, no Mato Grosso do Sul não chega a 3, não podemos admitir pessoas carentes, com necessidades básicas de saúde, alimentação, tratamento, passando na beira da vida, que nem vivendo estão, só acredito que nessas terras fertilíssimas, nós possamos criar com essa fertilidade os jovens capazes de enfrentar qualquer mercado de trabalho, em qualquer lugar do mundo. Pois temos essa capacidade de dar uma excelente educação e oportunidade para todos os jovens”, conclui.

Fonte: Impacto MS

 

M9

Leia Também