Publicidade
Marmoaria

Diário X

31 de maio de 2020
Aqui tem a Verdadeira Notícia
32º 19º
Coxim/MS
30º 18º
Campo Grande/MS
26º 13º
São Paulo/SP
24º 10º
Brasília/DF

Política

Prefeito de Sonora/MS exonera gerentes de saúde e assistência social

28 FEV 2020Por Paulo Ricardo15h:20

Um racha político na administração do atual prefeito de Sonora, Enelto Ramos, agora no DEM, já começa a surtir efeito, pelos menos dois gerentes foram exonerados, da Secretaria de Saúde, Ivana Maria Paião e da Secretaria de Assistência Social, Ivan Cristino dos Reis.

De acordo com informações, as exonerações fazem parte de uma reestruturação política, já que Enelto deixou o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) para compor o Democratas (DEM), da atual ministra da Agricultura Tereza Cristina.

Enelto foi eleito na última eleição pelo MDB do ex-prefeito Zelir Antonio Maggioni (Mano), mas em 2019 saiu da sigla e se filiou no DEM a pedido da Ministra.

A saída de Enelto do MDB causou o rompimento da amizade com Mano

Para o grupo de Mano, a saída de Enelto do MDB trouxe desconforto e segundo os emedebistas a atitude foi uma traição do grupo que o elegeu.

Como Mano é o atual presidente municipal da sigla e o MDB sempre esteve no meio político da cidade, lançou no dia 17 de fevereiro o atual presidente do Legislativo, o vereador Raphael de Lemos como pré-candidato a prefeito de Sonora.

Repercussão

Após a decisão de Mano de lançar um nome para disputar as eleições de 2020, Enelto começou uma verdadeira limpeza em sua administração, exonerando os principais cargos que o MDB fazia parte, deixando ainda mais evidente este racha.

De acordo com o MDB, a principal justificativa de lançar um nome para disputar as eleições de 2020 ao cargo de prefeito, é que Enelto além de deixar o grupo, dispensou os companheiros que ajudaram ele, nas eleições e desde o primeiro ano de mandato.

Segundo informação passada a reportagem do Idest, não oficial, é que após Enelto sair do MDB, exigiu que Mano lançasse um nome para ser seu vice na disputa eleitoral, sendo negado pelo grupo.

Pessoas ligadas ao MDB disseram ainda que foi feito uma proposta a Enelto, de lançar um nome paralelo ao dele e lá na frente juntar os dois, mas Enelto só aceitava se lançasse o nome como seu vice.

Não chegando em um acordo, houve o rompimento do MDB, se desligando política e administrativamente da atual administração. O atual vice-prefeito, José Vicente Schaefer, que faz parte do grupo de Mano, também rompeu com Enelto.

Pré-candidatos a prefeito de Sonora

- Enelto Ramos, pelo DEM.

- Raphael de Lemos, pelo MDB.

- Ezequiel Reginaldos dos Santos, pelo PSB.

Fonte: Idest - Eder Pereira

Leia Também