CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
20 de julho de 2024
Coxim
24ºC

Polícia

'Socorro, mãe. Meu pai abusou de mim de novo', escreve criança de 11 anos ao denunciar estupro

Em uma mensagem de desespero, menina disse à mãe que abusos do pai começaram quando ela tinha 9 anos e que 'não aguenta mais'. Mãe disse à polícia não saber dos estupros; suspeito não foi encontrado.

9 MAR 2022Por Redação/PL21h:20

Um homem de 34 anos é suspeito deabusar sexualmente da própria filha, de 11, na casa da família no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A polícia faz buscas pelo suspeito, mas, até a última atualização desta reportagem, ele não havia sido encontrado.

Nesta terça-feira (8), a criança enviou uma mensagem para a mãe pedindo ajuda.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, os policiais foram acionados pela mãe da menina. Ela contou que saiu para trabalhar cedo e, por volta das 8h20, a garota entrou em contato pelo WhatsApp.

Logo depois ler a mensagem, a mulher voltou para casa. À polícia, a menina contou que deitou na cama, mas não dormiu. 

O pai se aproximou e pediu que ela tirasse o short. Com a recusa, o homem tirou a peça de roupa à força e praticou atos libidinosos.

Segundo ela, em datas anteriores, houve penetração e o irmão dela, de 6 anos, já teria presenciado os abusos. A menina reforçou aos policiais que o pai fazia ameaças para que não fosse denunciado.

Mãe diz que não sabia dos estupros

Aos militares, a mãe da vítima contou que vive com o companheiro há 12 anose o casal tem dois filhos. A mulher afirmou que nunca percebeu nenhuma situação diferente com a criança e só tomou conhecimento dos estupros nesta terça.

Ela disse que o marido é agressivo, já a agrediu por várias vezes, mas não registrou nenhuma ocorrência contra o homem. 

A criança foi encaminhada ao Hospital Odilon Behrens, onde foi atendida e medicada.

Militares fizeram rastreamento, mas o pai da vítima não foi localizado.

Por meio de nota, nesta quarta-feira (9), a Polícia Civil informou que "a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente instaurou inquérito policial para apuração dos fatos. Também foi solicitada medida protetiva de urgência".

Carolina Caetano - g1 

M9

Leia Também