CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
14 de junho de 2024
Coxim
24ºC

Polícia

Polícia Civil apreende 483 kg de cocaína entre Campo Grande e Santa Rita do Prado

Droga seria transportada até o Porto de Santos e em seguida mandada para a Europa

10 MAR 2022Por Redação/EC09h:03

Na tarde de terça-feira (8), o Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul apreendeu 445 tabletes de cocaína, na MS-040. A quantidade equivale a 483,60 quilogramas da droga. 

A substância estava sendo transportada em uma carreta, e escondida junto a engradados de cerveja.

De acordo com a delegada Ana Cláudia Medina, a droga seria levada, a princípio, até a divisa de Mato Grosso do Sul com o Estado de São Paulo e de lá, para o Porto de Santos. O último destino da cocaína é a Europa, explica Medina.  

O nome do motorista preso com o entorpecente não foi revelado.  A expectativa dos policiais é de que o acusado colabore com as investigações e contribua com a apuração do crime de tráfico.  

A apreensão ocorreu no contexto da Operação Horus, ação permanente do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), que incentiva a participação conjunta policiais de várias forças diferentes, sejam elas do município, estado ou federais.  

Essa já é a segunda maior apreensão do ano, com esse tipo de entorpecente, que a DRACCO realiza em Mato Grosso do Sul.  

Nos dias 8 e 9 de fevereiro, o Departamento de Operações de Fronteira apreendeu 1.019 quilos de cocaína (1 tonelada) perto de uma pista de pouso, localizada entre as cidades de Coronel Sapucaia e Paranhos, no Sul do Estado.  

As ocorrências aconteceram de forma sequencial. No dia 8, foram encontrados 494 quilos de pasta-base de cocaína, perto de uma pista de pouso, em uma fazenda rente à Linha Internacional (fronteira do Brasil com o Paraguai).  

No dia seguinte, os policiais do DOF voltaram ao local da primeira apreensão, e em nova diligência, encontraram mais 525 quilos do mesmo entorpecente. O carregamento, na ocasião, estava avaliado em cerca de R$ 80 milhões, conforme estimativas dos policiais do DOF.  

Correio do Estado 

M9

Leia Também