CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
16 de junho de 2024
Coxim
24ºC

Polícia

Disseram que eu não era homem, alega acusado de assassinar três trabalhadores

17 OUT 2019Por Redação06h:27

Laudinir da Silva Penaz, 34 anos, mais conhecido como "Corumbá", foi preso terça-feira (15). Ele é acusado de assassinar três trabalhadores na fazenda Coqueiro, localizada na estrada que vai para o Forte Coimbra, distante 60 km do centro corumbaense.

Ele foi preso na região do Jacadigo, numa área conhecida como Carmen de La Fronteira, na divisa com a Bolívia, por equipes da Força Tática da Polícia Militar, da Polícia Civil e da ALI (Agência Local de Inteligência).

O sargento da Polícia Militar, Wagner Souza Braga, contou ao Diário Corumbaense que ele tentou fugir para a Bolívia, mas a polícia da cidade vizinha sabia da operação e ele voltou. Durante a fuga, Laudinir caiu e acabou se rendendo.

Outro homem também foi preso, suspeito de fornecer a arma utilizada no crime que vitimou Pedro Carlos Aquino, 45 anos, Jocemar Gonçalves dos Santos, 36 anos, e João Estevão Cáceres, 50 anos. Vinícius Schumacher de Lima, 27 anos, também foi baleado na lateral esquerda da boca.

Em entrevista para o Diário Corumbaense, o assassino disse estar arrependido. “Eu atirei neles porque disseram que eu não era homem e que corumbaense não tinha coragem de atirar. Foi aí que resolvi atirar neles. Depois disso, fugi com o carro e abandonei perto do lixão e fui para o local onde me prenderam, mas eu não queimei nenhum carro e nem roubei nenhum dinheiro”.

As vítimas saíram de Guia Lopes da Laguna para fazer a empreitada na propriedade rural. Laudinir diz que só atirou no sobrevivente, Vinícius, para eliminar as testemunhas. “Atirei nele para não deixar vestígios. Ele estava no local e viu o que tinha acontecido”, completou Laudinir.

A polícia ainda não encontrou a arma do crime. Segundo o Diário Corumbaense, o veículo Fiat Strada/1999, placas AIO-2216, de Guia Lopes da Laguna, foi encontrado em chamas em uma mata localizada na rua Ceará entre a Vinte e Um de Setembro (trecho anel viário) e Edu Rocha, parte alta da cidade, na noite de domingo.

Fonte: Topmídianews - Diana Christie

M9

Leia Também