TAVEL
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
07 de dezembro de 2021
35º 24º
Coxim/MS
33º 23º
Campo Grande/MS
21º 15º
São Paulo/SP
27º 19º
Brasília/DF

Polícia

Churrasco de peões em fazenda de Sonora termina com um morto e outro ferido por espeto

Homem que matou colega a tiros foi ferido anteriormente

25 OUT 2021Por Redação/TR09h:46

Um homem de 36 anos morreu ao ser atingido por tiros de espingarda na manhã deste domingo (24) em Sonora - município localizado a 364 km de Campo Grande. Ele estava em um churrasco com colegas de trabalho, todos peões de fazenda, que se desentenderam e acabaram se agredindo. Mesmo sem ter envolvimento direto, ele foi morto.

Tudo aconteceu na Fazenda São Mateus, que fica apenas a 1 km da divisa com o Mato Grosso e a 100 km da cidade de Sonora, sendo de difícil acesso por causa de trecho de terra na estrada para chegar até o local. Por isso, a ocorrência iniciada às 7h30 só foi encerrada no fim desta tarde pela Polícia Civil de Coxim.

De acordo com a perita criminal Mayara Ramos de Souza Nisutsu, Tiago dos Santos Lima, de 36 anos, Altamir Reis Fraga, de 46, e Paulo Ernanes Pessoa, de 44, estavam juntos fazendo um churrasco, quando então começou um desentendimento.

Altamir e Paulo começaram a discutir por motivo que Altamir sequer se lembra, sendo que ele feriu Paulo com uma facada na altura do pescoço e usou um espeto para acertar o rival no tórax, pescoço e braço, assim o derrubando.

Pensando que Paulo tinha morrido, ele e Tiago foram para a casa deles, próximo do local da briga, mas lá foram surpreendidos pouco depois por Paulo, armado com a espingarda calibre 12, já ameaçando a dupla. "Agora mato um", gritava.

Altamir ainda revelou aos policiais - além de Mayara, também foi ao local o agente de polícia científica Jorge Saraiva - que o trio havia consumido muita bebida alcoólica e não se lembra com exatidão o ocorrido, mas que os disparos teriam ele próprio como alvo, mas acabaram acertando Tiago, que ainda correu, mas morreu em seguida.

"Como choveu bastante, não tinha mais nenhuma marca de sangue, nada. Só tinha mesmo o corpo e as perfurações causadas pelo disparo, no lado esquerdo do tórax e no braço esquerdo, já que a munição se dispersa e causa várias perfurações", explica.

Autor fugiu - Tiago morreu na hora e Paulo fugiu, podendo também já ter morrido caso não tenha sido socorrido, devido a grandeza dos ferimentos que ele sofreu. Próximo dali, as cidades onde ele pode ser socorrido são as mato-grossenses Rondonópolis e Itiquira. Já Altamir é o único que se safou sem ferimento.

O caso foi registrado pela Polícia Civil e vai ficar sob a responsabilidade da delegacia de Sonora, que vai investigar o caso e realizar os demais procedimentos de praxe. Paulo continua foragido, sendo procurado pelo homicídio de Tiago.

Nyelder Rodrigues e Sidney Assis, de Coxim - Campo Grande News

Ceres

Leia Também