Diário X

11 de novembro de 2019
Aqui tem a Verdadeira Notícia

Polícia

Assaltantes que usavam chapéu foram mortos em confronto

10 NOV 2019Por Redação17h:59

Assaltantes usando chapéu e que foram gravados no momento em que entravam em açougue da Capital para roubar, morreram na Santa Casa de Campo Grande, após confronto com o Choque.

A dupla de criminosos, que ficou conhecida por vídeos compartilhados nas redes sociais, foi pega pela equipe do Batalhão de Choque nas saídas de Sidrolândia e Aquidauana.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), os dois atiraram nos policiais que revidaram o ataque. A dupla de assaltante foi socorrida, mas não resistiram aos disparos e morreram no hospital.

Na madrugada deste domingo (10) equipe do Choque se deparou com veículo modelo Polo, cor preta, e associaram o carro aos vários roubos que a dupla tinha feito em Campo Grande, há algumas semanas.

Os policiais pediram para que o condutor do veículo parasse, mas ele fugiu e disparou contra a viatura. Em seguida, o condutor do Polo bateu no meio fio da BR-060. Com a batida, os dois assaltantes saíram do carro, atirando nos policiais.

A equipe do Choque reagiu aos ataques e os assaltantes foram atingidos por disparos de arma de fogo. Em seguida, eles foram encaminhados para a Santa Casa de Campo Grande, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

As armas apreendidas com os autores se tratavam de uma Sub Metralhadora UZI, cal 9mm  e uma Carabina M1 cal .30

Policiais encontraram dentro do carro diversas munições de calibres distintos, um colete balístico marca CBC, três carregadores de arma de fogo, sendo um de submetralhadora UZI, um de carabina M1 e outro de Pistola 7,65, um chapéu de palha, dois bonés escuros, uma gandola camuflada.

No painel do carro, policiais encontraram dois endereços. Um dos locais era a casa de fugitivo do sistema penal

No outro endereço, policiais encontraram homem, que ao ser questionado se conhecia os autores do veículo e sobre as armas, informou que os conhecia pelo fato de ser o responsável pela guarda das armas de fogo e recebia dinheiro por tal atribuição, e que na data de 9 de novembro de 2019 os indivíduos haviam passado em sua residência e retirado as armas de fogo relacionadas.

Questionado acerca do possível proprietário das mencionadas armas, o mesmo acabou por confessar que pertenciam ao indivíduo de nome Fábio, preso no Presídio de Segurança Máxima. Foram feitas buscas em sua residência, sendo localizado a quantia total de R$4.343,00.

O suspeito encontrado no segundo endereço foi encaminhado pelos policiais para a Delegacia de Pronto Atendimento (Depac) Centro.

Caso

Na sexta-feira (25),  em um açougue da Avenida das Bandeiras, na Vila Carvalho, três bandidos armados renderam ao menos 10 pessoas do lado de fora do estabelecimento e toda a ação dos criminosos foi registrada por câmeras de segurança.

Nas imagens cedidas ao Correio do Estado é possível ver os criminosos se aproximando do local já com a arma apontada para as vítimas. Em seguida, os bandidos vestidos com roupas xadrez e chapéus de palha entraram no estabelecimento e levaram todas as vítimas para dentro aos empurrões enquanto um dos comparsas de roupa preta cuidava o movimento. Após pegar o dinheiro o trio fugiu sentido bairro e entraram em veículo Voyage escuro.

Em entrevista à reportagem, o funcionário do açougue, de 60 anos, que não quis ser identificado disse que escapou por pouco. "Eu estava no fundo temperando uma carne para o pessoal que estava lá na frente, eu percebi a movimentação estranha e ouvi gritando assalto, dei a volta por trás e subi no andar de cima para tentar ver alguma coisa que identificasse os bandidos ou até mesmo o carro", disse.

Outra funcionária, de 19 anos, que não quis ter o nome revelado, também escapou de ser refém. "Era por volta das 20h20 eu sai para ficar ali do lado e não vi a movimentação, mas quando voltei para pegar algo os bandidos já tinham ido embora e o pessoal aqui que é amigo da loja estavam abalados, principalmente uma das meninas que está grávida, precisaram levar ela no hospital depois", contou a funcionária.

Ainda de acordo com o relato dos trabalhadores, os bandidos levaram as carteiras dos clientes e o dinheiro do caixa. Para resguardar a segurança eles não quiseram informar o quanto foi levado. Para os funcionários, o trio era bastante experiente o que deu a entender que a quadrilha veio de fora do Estado.

Fonte: Correio do Estado - Izabela Jornada

Publicidade
Banner Parceiros

Leia Também