Diário X

28 de março de 2020
Aqui tem a Verdadeira Notícia

Mundo

Trump quer reativar economia até o dia 1º de abril, apesar do avanço do coronavírus

25 MAR 2020Por Redação15h:01

Donald Trump, presidente dos EUA, publicou em seu Twitter vai decidir como reativar a economia americana até o dia 31 de março, mesmo com o avanço do coronavírus (Covid-19).

“Após 15 dias de isolamento social, decidirei como reabrir a economia”, disse Trump

No dia 16 de março, para evitar a disseminação do vírus, Trump e sua equipe divulgaram recomendações para a população diminuírem as interações sociais durante 15 dias.

O presidente republicano, está preocupado com as repercussões econômicas

Durante uma transmissão ao vivo, ele disse que gostaria que os negócios reabrissem as portas, com as medidas de segurança necessárias.

“Eu adoraria ter o país aberto e ansioso para passar a Páscoa”

Trump disse que os EUA não adotaram medidas drásticas para combater as mortes de gripes semelhantes e que os norte-americanos podem continuar adotando medidas de distanciamento social, que especialistas em saúde dizem ser cruciais para evitar infecções, mas ao mesmo tempo voltar ao trabalho.

“Perdemos milhares e milhares de pessoas por ano para a gripe. Não desligamos o país. Você pode destruir um país assim ao fechá-lo”

O presidente, que no início da crise disse que o vírus estava sob controle, está atordoado com seu impacto na economia e no mercado de ações.

“Nosso povo quer voltar ao trabalho”, disse ele no Twitter na manhã de terça-feira (24). “Ele praticará o distanciamento social e tudo o mais, e os idosos serão cuidados de forma protetora e amorosa. Conseguimos fazer duas coisas juntas. A CURA NÃO PODE SER PIOR (de longe) DO QUE O PROBLEMA!”.

Mortalidade abaixo de 1%

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu, em entrevista à Fox News a tese de que a taxa de mortalidade do coronavírus no país, atualmente em torno de 1,3%, deve estar, na verdade, abaixo de 1%. Para ele, isso ocorre porque muitos pacientes não reportam aos hospitais quando ficam curados da doença.

Trump também falou sobre a situação do surto em Nova York, epicentro da pandemia nos EUA. Na avaliação dele, a gestão do governador democrata Andrew Cuomo tem culpa porque, em 2015, se recusou a comprar novos aparelhos de respiração para os hospitais. “Ele teve a chance de comprar 15 mil aparelhos por um preço muito baixo, mas rejeitou”, criticou.

O presidente reiterou o desejo de retomar as atividades paralisadas até a Páscoa

Para ele, mais pessoas vão morrer se a economia americana entrar em forte recessão, porque estarão sujeitas à depressão.

“Não é controverso dizer que o país quer voltar ao trabalho”, pontuou

Trump lembrou ainda que, quando decidiu fechar as fronteiras americanas para cidadãos chineses, logo no início do surto, foi bastante criticado, mas a decisão se mostrou correta mais adiante, segundo ele.

Fonte: Exame

Leia Também