Diário X

28 de março de 2020
Aqui tem a Verdadeira Notícia

Mundo

Primeira morte ligada ao coronavírus fora da Ásia é confirmada na França

15 FEV 2020Por Redação14h:07

Um turista chinês de 80 anos morreu na França depois de contrair o Covid-19, o coronavírus. É o primeiro registro de uma morte pela doença fora da Ásia e o terceiro caso fora da China, de acordo com anúncio do Ministério da Saúde neste sábado (15).

Segundo a ministra de Saúde da França, Agnès Buzyn, a vítima é da província de Hubei, o epicentro da epidemia.

O chinês chegou à França no dia 16 de janeiro. Nove dias depois, em 25 de janeiro, ele havia sido colocado em quarentena. Ele tinha uma infecção pulmonar causada pelo coronavírus, e sua condição física se deteriorou rapidamente. Uma filha do homem de 80 anos também foi hospitalizada, mas a expectativa é que ela receba alta.

Até agora, as mortes fora da China aconteceram nas Filipinas e no Japão (uma cada).

Balanço da epidemia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a epidemia de Covid-19, infecção provocada pelo novo coronavírus, foi controlada no mundo.

Na terça-feira (13), o diretor-executivo do programa de emergências de saúde da OMS, Mike Ryan, disse em uma entrevista coletiva que não há "aumentos dramáticos de transmissão fora da China", além dos casos da embarcação Diamond Princess.

As últimas informações sobre a epidemia são:

- mais de 1.500 mortos na China (incluindo um no território semiautônomo de Hong Kong)

- 3 mortes fora da China (uma na França, uma nas Filipinas, e outra no Japão)

- mais 66 mil casos confirmados na China

- 505 casos confirmados em outros 24 países

- China revê dados da epidemia de Covid-19 e reduz número de mortos

Brasil

O Ministério da Saúde atualizou a situação dos casos suspeitos do coronavírus 2019 n-CoV no Brasil na quinta-feira (13). Seis pessoas estão sob análise das autoridades de saúde – três delas em São Paulo, uma no Paraná e duas no Rio Grande do Sul. Nenhum caso da doença foi confirmado no país.

Desde o início do monitoramento do ministério, 40 casos foram descartados no Brasil. De acordo com a pasta, os pacientes que ainda estão em investigação são três mulheres e três homens. A média de idade é 20 anos e todos têm histórico de viagem para a China, mas não estiveram em Wuhan, epicentro da doença.

Wanderson de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde, disse que o Brasil ainda está no nível 3 de vigilância - "emergência de saúde pública de importância nacional". A estratégia está dividida em duas etapas: contenção e mitigação.

"Quando nós atingirmos 100 registros, passa-se a fase de mitigação. Os testes passam a ser aplicados apenas em casos que estão na UTI. Mas isso é no caso de entrar nesse segundo cenário, que seria depois de 100 casos confirmados no Brasil", explicou.

Exame aponta que repatriados não têm coronavírus, e brasileiros em quarentena comemoram

Exames apontam que os repatriados da China devido ao surto de coronavírus não estão contaminados com a doença. A informação foi divulgada pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), em uma rede social na terça-feira (11). O grupo com 58 pessoas, entre passageiros, tripulação e equipe de apoio, está em quarentena na Base Aérea de Anápolis, a 55 km de Goiânia.

Fonte: G1

Leia Também