CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
17 de julho de 2024
Coxim
24ºC

Esportes

Árbitro coxinense é destaque nacional no campeonato brasileiro 2016

10 JAN 2017Por Gian Marcos09h:55

Sergio Alexandre da Silva, Serginho como é conhecido no meio esportivo coxinense, foi destaque no campeonato brasileiro série B.

Serginho nasceu em 17 de maio de 1.980, hoje com 36 anos, na colônia São Romão estrada do Quatro Pé. Morou na zona Rural até os 11 anos, posteriormente veio para a cidade onde venderia picolés até os 14 anos.

Desde muito cedo Serginho já praticava esportes, foi gândula nos campeonatos coxinense na gestão dos presidentes da Liga Esportiva Coxinense senhores Algemiro e de Luiz Laborão.

Participou do Projeto Guarda Mirim no Centro Comunitário, estudou da 1ª a 4ª série na escola Municipal Willian Tavares de Oliveira e da 5ª ao término do 2° grau na Escola Estadual Padre Nunes. Trabalhou em frigoríficos e padarias da cidade. Passou no vestibular em 1999 e no ano de 2000 iniciou a faculdade de Letras finalizando em 2003. Formou-se em Educação física no período de 2012 a 2015.

Passou no concurso do Corpo de Bombeiros em 2005 chegando à graduação de Cabo.

Ainda foi vereador em Coxim de 2013 a 2015, onde teve uma excelente atuação no mandato legislativo.

Serginho iniciou e terminou o curso de arbitragem em 2007 na Federação de Futebol do Mato Grosso do Sul (FFMS). Em 2008 Atuou em sua primeira partida no Campeonato sul-mato-grossense série A.

Em 2012 foi indicado para o quadro Nacional de Arbitragem (CBF). Já em 2013 e 2014 atuou nas finais do campeonato Estadual do Mato Grosso Do Sul série A e na semifinal do campeonato Brasileiro série D. Arbitrou em várias partidas pelas séries D - C e B, passando ainda pela Copa Verde e Copa do Brasil.

Em 2016, Serginho teve a oportunidade de atuar nos jogos Santos-SP x Londrina-PR e Cruzeiro-MG x Vitória-BA pela Copa do Brasil e ainda Vasco-RJ x Avaí-SC pela série B do Campeonato Brasileiro.

No jogo entre Vasco x Avaí realizado no Estádio São Januário no Rio de Janeiro, sua equipe de arbitragem foi eleita em 1° lugar como o melhor trio de arbitragem da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro serie B.

Serginho disse a nossa reportagem da necessidade de investimentos esportivos no município de Coxim, para que mais pessoas tenham oportunidades de crescimento, tendo em vista que o esporte coxinense no geral é o que projeta positivamente o nome do município a nível nacional.

Serginho é o segundo da esquerda para direita. Foto: Divulgação/Internet

Melhores trios de arbitragem da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro

A Comissão Independente de Arbitragem divulga o Top 3 dos trios de arbitragem da rodada 33 do Campeonato Brasileiro - Séries A e B. O ranking é elaborado de acordo com as notas atribuídas pelos membros da Comissão Independente, que leva em consideração a própria observação dos jogos e os relatórios do analista de campo e do analista de vídeo. Confira os trios que receberam as melhores avaliações:

BRASILEIRÃO (SÉRIE A) - 33ª rodada

Wilton Pereira Sampaio (GO)
Fabricio Vilarinho da Silva (GO)
Fabiano da Silva Ramires (ES)
Internacional x Santa Cruz, 29/10/2016 - Beira-Rio

Braulio da Silva Machado (SC)
Neuza Ines Back (SC)
Alex dos Santos (SC)
Atlético-MG x Flamengo, 29/10/2016 - Mineirão

Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Adaílton Fernando Menezes (GO)
Edson Antônio de Sousa (GO)
Figueirense x Grêmio, 29/10/2016 - Orlando Scarpelli

SÉRIE B - 33ª rodada

Marcos Mateus Pereira (MS)
Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS)
Sérgio Alexandre da Silva Coxim (MS)
Vasco x Avaí, 26/10/2016 - São Januário

Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS)
Lúcio Beiersdorf Flor (RS)
Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Bahia x Ceará, 29/10/2016 - Fonte Nova

Rodrigo Batista (DF)
Daniel Henrique da Silva André (DF)
José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
Goiás x CRB, 25/10/2016 - Serra Dourada

SOBRE O COMITÊ INDEPENDENTE:

Comandado pelo português Vitor Pereira, que apitou duas Copas do Mundo e foi chefe da Comissão de Arbitragem da Federação Portuguesa por mais de dez anos, o Comitê, também integrado pelos ex-árbitros José Roberto Wright e Cláudio Vinícius Cerdeira, analisa o desempenho dos árbitros e referenda ou reforma as observações pelos analistas responsáveis pela partida. Baseado neste desempenho, em conjunto, eles dão notas aos trios de arbitragem. Esses números estão sendo computados para um ranking da Comissão Nacional de Arbitragem no campeonato, que renderá premiação aos primeiros colocados.

 Fonte: Assessoria da CBF

M9

Leia Também