Prefeitura dengue
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
25 de fevereiro de 2024
Coxim
24ºC
CENARIO

Campo Grande MS

Camelódromo de Campo Grande pega fogo e área é isolada

Fumaça se espalhou pelas ruas próximas ao centro comercial, que fica ao lado de um posto de combustíveis

11 FEV 2024Por Redação/EC18h:12

Incêndio no Camelódromo de Campo Grande mobiliza a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros neste domingo (11). O comércio fica bem ao lado de um posto de combustíveis, no Centro da Capital. 

Imagens recebidas por volta das 16h30 pelo Direito das Ruas, mostram que a fumaça se espalhou pelas ruas próximas e chamas avançaram até os pavimentos mais altos do prédio.

Viaturas do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar fecham os acessos da Rua 15 de Novembro e Rua Calógeras à Avenida Afonso Pena, para evitar que veículos passem em frente ao local. 

Incêndio é controlado e comerciantes chegam para ver prejuízos no Camelódromo

Em cerca de 30 minutos após começaram a combater incêndio no Camelódromo de Campo Grande, neste domingo (11), bombeiros conseguiram conter as chamas. Ao menos do lado de fora, é possível ver que não há mais fogo e que a fumaça começa a se dissipar.

Comerciantes estão chegando ao local e se misturando aos curiosos. Abalados, alguns choram pelo medo de terem perdido toda a mercadoria exposta ali. Ainda não há informações oficiais de quantos boxes foram atingidos. O centro comercial tem aproximadamente 450, no total.

Circula a suspeita que o incêndio tenha começado num notebook de uma das unidades, que foi esquecido com o carregador conectado à tomada.

Possíveis prejuízos - Pelas frestas da estrutura do Camelódromo, lojistas tentavam verificar se seus boxes foram atingidos. 

Wellington Lopes, 44 anos, era um deles. O box onde ele trabalha fica na Rua Fábio Zahran, na parte lateral do prédio. Ele faz manutenção de notebooks. Caso o fogo tenha chegado ali, ele estima prejuízo total de R$ 50 mil, sendo R$ 30 mil em material próprio e R$ 20 mil em equipamentos de clientes. "Minha cunhada foi avisada pelas redes sociais. Moramos aqui perto e viemos correndo", conta, com uma criança no colo.

Felipe Medeiros, 32 anos, chegou a conseguir entrar no local após as chamas serem controladas. Ele pegou equipamentos que estavam no box de assistência técnica de celulares que mantém no local. Felizmente, confirmou que não houve prejuízo. "Ficamos felizes por não ter prejuízo, mas tristes pelos que tiveram. Somos uma família, então todos sentimos", disse.

Conforme o que viu Felipe, a fileira de box que começa no número 310 e vai em direção ao Mercadão Municipal, está intacta.

Roger Canaza, 40 anos, também tem um box de assistência técnica a celulares, onde há mais de 500 aparelhos. Ele ainda não sabe se teve prejuízo. Quanto aos cuidados contra incêndios no local, ele lembra que há dois anos foi instalado um sistema de controle. "Mesmo assim, sempre fico cismado. Antes de sair, tiro tudo da tomada para evitar que alguma coisa aconteça", disse.

Testemunha - Hamilton Marques, 48, foi a primeira pessoa a passar em frente ao local e perceber que havia fumaça. Ele acionou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros de imediato.

"Quando cheguei as chamas ainda não se alastravam. Falei até com o segurança do Camelódromo, que já estava fazendo o controle das chamas", relatou.

Acessos - Neste momento, encontram-se bloqueadas a Rua 15 de Novembro e Rua Fábio Zahran, nas proximidades do centro comercial.

Chegaram a ficar também a Avenida Ernesto Geisel, Rua 26 de Agosto e Afonso Pena, mas a passagem foi liberada em alguns minutos. 

Cassia Modena e Geniffer Valeriano/CGNews

 
Mamma dentro

Leia Também