Diário X

28 de março de 2020
Aqui tem a Verdadeira Notícia

Brasil

Paralisação de 24h pode se transformar em greve geral das Universidade Federais

18 FEV 2020Por Redação11h:49

Universidades federais e servidores públicos pretendem realizar uma mobilização nacional no dia 18 de março.

O objetivo da paralisação é questionar a reforma administrativa, além da defasagem salarial e precarização do ensino superior e institutos federais, no caso dos docentes.

No último dia (7), aconteceu o 39º Congresso de Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), na qual foi planejado as reivindicações que marcariam a greve em 18 de março.

Das universidades federais do Rio de Janeiro, a UFF e a UNIRIO já aderiram à paralisação. A UFRJ definirá nos próximos dias

Segundo o presidente do Andes, Antônio Gonçalves, as instituições de ensino vem sofrendo desde 2019 com os cortes de verba destinados à educação. Ele afirmou ainda que a carreira dos docentes está defasada em 33%, sem piso-salarial e data-base.

Universidades estaduais como UERJ, UENF e UEZO também já confirmaram adesão à mobilização nacional

De acordo com Gonçalves, há possibilidade de a paralisação de 24h se transformar em greve geral a partir do início do ano letivo de 2020.

O calendário de mobilizações será montado até 13 de março, durante assembleias de base das universidades.

Fonte: osaogoncalo.com.br/

Leia Também