Diário X

26 de agosto de 2019
Aqui tem a Verdadeira Notícia

Boca Pequena

VALEI-ME, SÃO JOSÉ

18 JUL 2019Por Valdeir Simão16h:16

Vereador de Coxim, implorou com fé e coragem, para anjos e santos, utilizando também todos os meios amigáveis e possíveis, buscando sensibilizar o "prefeito santo", da necessidade de pagar a contrapartida de emenda parlamentar estadual para uma ambulância.

Com o veículo estacionado por mais de dois meses no pátio da concessionária, com a Prefeitura de Coxim não pagando a contrapartida de 21 mil reais, o vereador cansou de esperar e perdeu a paciência, partindo para as redes sociais, onde utilizou os grupos de WhatsApp e vídeos no Facebook.

O parlamentar solicitou o apoio da população para encaminhar áudios para o prefeito, implorando pelo pagamento da contrapartida, que é uma quantia irrisória, de apenas 21 mil reais, comparados ao imenso benefício que uma ambulância proporciona, até mesmo salvando vidas, que não se pode calcular o valor.

O vereador também protocolou um ofício no Ministério Público Estadual e utilizou ainda um carro de som, que circulou nos bairros de Coxim, relatando a situação e pedindo o respectivo pagamento da contrapartida de uma ambulância, que já foi adquirida pelo valor total de 91 mil reais.

Se a Prefeitura de Coxim chegou ao ponto de não ter 21 mil reais para a contrapartida de uma ambulância, fundamental para a Saúde, imaginem para outras obras que o Município tanto precisa, como pavimentação,  drenagem e habitação, onde os governos Estadual e Federal geralmente destinam recursos com a contrapartida do município de aproximadamente  10% (dez por certo). 

Exemplificando essa situação, uma obra de 1 milhão, o município teria que entrar com a contrapartida de 100 mil reais. Pelas dificuldades apresentadas em pagar 21 mil, parece ser quase impossível um valor maior que esse, deixando Coxim sem condições da execução de obras importantes que necessitam de contrapartida.

Depois de um longo e tenebroso tempo, o prefeito de Coxim, também conhecido como "Zé Bunitinho", pagou a contrapartida, onde a população coxinense já tem utilizado a ambulância, vez que o município, apesar de ter um Hospital, que se denomina Regional, ainda depende muito do atendimento em Saúde da Capital do Estado. 

Valei-me, São José!

Publicidade
Banner Parceiros

Leia Também