CENARIO
Logo Diario X
Aqui tem a Verdadeira Notícia
19 de maio de 2024
Coxim
24ºC

Acidentes

Em quatro dias, cinco pessoas morreram no trânsito da Capital

As principais vítimas do trânsito são homens e motociclistas com idades entre 18 e 30 anos

30 ABR 2018Por Redação/TR14h:15

Na última semana, em quatro dias, cinco pessoas morreram em acidentes registrados em Campo Grande. Os casos aconteceram na região da Coronel Antonino, no Bairro Santa Fé, no Jardim Tijuca, Autonomista e Vila Gomes. As principais vítimas do trânsito são homens e motociclistas com idades entre 18 e 30 anos.

Segundo levantamento do BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde pública) e da Santa Casa, de 1º de janeiro até o dia 23, foram registradas 27 mortes. Destas, 11 foram de motociclistas, quatro ciclistas, seis pedestres, quatro motoristas de veículos, um passageiro e uma vítima não identificada.

A engenheira civil Ana Caroline Ribeiro Fontoura, 28 anos, morreu na Santa Casa na quinta-feira (26) após ficar gravemente ferida em acidente ocorrido na tarde do mesmo dia, no cruzamento da Avenidas Cônsul Assaf Trad com a Rua Jacinto Máxima Gomes, na região do Coronel Antonino.

Na noite de quarta-feira (25), Moisés Luis da Silva Oliveira, 22 anos, atravessava a Avenida Ceará, no Bairro Santa Fé, quando foi atropelado na faixa de pedestre por um VW Up conduzido pelo funcionário público Alderson Fante da Silva, 33 anos. Moisés morreu no local. O condutor fugiu e foi preso horas depois em casa, no Carandá Bosque.

No dia 23, o motociclista Rogério Afonso Ramos, 22 anos, morreu após se envolver em acidente com um Hyndai HB20, na Avenida Mato Grosso com a Rua Rio Grande do Sul, na Vila Gomes. Rogério, que era acadêmico de Direito, também morreu no local. Na madrugada de domingo (22), Maria Cecília da Silva Batista, 60 anos, morreu no hospital após ter sido atropelada por um Ford Fiesta preto, por volta das 23h30 de sábado (21), no Jardim Tijuca.

Também no domingo, o vigilante Wender Aparecido do Espirito Santo do Rosário, 20 anos, morreu após perder o controle da direção da Yamaha YBR que conduzia e cair, na Avenida Nelly Martins, no cruzamento com a Rua Pernambuco, na região do Jardim Autonomista.

Fonte: Campo Grande News

M9

Leia Também