Publicidade
Marmoaria

Diário X

13 de agosto de 2020
Aqui tem a Verdadeira Notícia
36º 22º
Coxim/MS
34º 21º
Campo Grande/MS
30º 15º
São Paulo/SP
30º 15º
Brasília/DF

Saúde

Ônibus de Campo Grande para São Paulo sai com lotação máxima; em desacordo com o plano de biossegurança

20 JUL 2020Por Redação09h:15

Ônibus da Viação Motta saiu de Campo Grande/MS, no sábado (19), com destino a São Paulo, com todos os 42 assentos ocupados, segundo relato de um dos passageiros, que estranhou a lotação e enviou denúncia ao Direto das Ruas.

A lotação no transporte intermunicipal ou interestadual contraria o plano de biossegurança apresentado pelas empresas para que o terminal reabrisse, após fechamento decorrente da pandemia do novo coronavírus (Covid-19)

A manicure Vanessa Benites, 29 anos, disse que voltou para Campo Grande de carro, com o namorado e ele voltou para São Paulo de ônibus, saindo de Campo Grande no ônibus das 20h30.

“Deixei ele na rodoviária, recebi ligação dele, dizendo que o ônibus estava abarrotado de gente”, disse Vanessa.

O pintor Rodrigo Dionísio, 39 anos, contou que estranhou ver a quantidade de pessoas na plataforma de embarque e depois, ao constatar que embarcariam no mesmo ônibus que ele.

Alguns passageiros questionaram o fato do ônibus sair lotado e a resposta foi que era o último horário

“Eu tenho que trabalhar segunda-feira, não tinha como ficar, aí, embarquei”, disse Rodrigo.

Para entrar no ônibus, todos receberam borrifada de álcool em gel nas mãos, mas muitos estavam sem máscara e não foram orientados a utilizar

“Naquela hora que o pessoal entra, ajeita a bagagem, vários estavam sem máscara”, lembra Dionísio, acrescentado que depois que a viagem começou, os passageiros passaram a utilizar o equipamento, mas não chegaram a ser advertidos antes. “Motorista só falou do cinto de segurança”.

Rodrigo também disse que todos os assentos estavam ocupados e ficou preocupado, por viajar por cerca de 13h com todas as janelas fechadas até São Paulo

O Terminal Rodoviário de Campo Grande foi fechado duas vezes, entre março e junho deste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19). No dia 13 de junho foi reaberto para viagens intermunicipais e, no dia 17, liberação foi ampliada para trajetos interestaduais.

Porém, para que isso fosse possível, as empresas tiveram que apresentar plano de biossegurança, que incluía aferição de temperatura na entrada do terminal e venda de passagens abaixo da capacidade do ônibus, pulando poltronas e permitindo viagens com pessoas uma ao lado da outra somente se fossem parentes.

A reportagem entrou em contato com a Viação Motta e a informação preliminar é que os ônibus passam por processo de desinfecção a cada viagem. Sobre a lotação, foi pedido que entrasse em contato com a gerência, o que somente seria possível nesta segunda-feira (20).

Fonte: Campo Grande News - Silvia Frias

Saiba Mais

DISTANCIAMENTO SOCIAL NA AVIAÇÃO COMERCIAL

Publicidade
.

Leia Também