Acidentes

Na região do pantanal de Coxim homem morre ao ter cabeça prensada entre caminhão e viga de barracão

Caso aconteceu na quarta-feira (12), numa fazenda localizada na região do pantanal de Coxim

13/05/2021 13:18


O ajudante de manobra Leonardo Inocêncio Alves, de 51 anos, morreu ao ter a cabeça prensada entre a carroceria do caminhão e a viga de um galpão. O caso aconteceu nesta quarta-feira (12), numa fazenda do pantanal, na região de Coxim, distante 260 quilômetros de Campo Grande.

Segundo apurado pela reportagem, Leonardo seguia na carroceria, quando teve a cabeça atingida pela viga do barracão da propriedade rural, onde o caminhão tentava entrar para descarregar a carga. O veículo era alto, distante apenas um palmo do telhado. Leonardo estava deitado, mas por algum motivo não percebeu a manobra e levantou a cabeça, momento em que aconteceu o acidente de trabalho.

O motorista escutou o barulho da pancada e na sequência um grito. Imediatamente ele parou o veículo e ao verificar o que havia acontecido encontrou Leonardo morto. Conforme a perícia, a morte foi instantânea. O corpo foi levado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico. O caso segue sob investigação da delegacia do município.

Galpão onde caminhão foi tentar entrar  (Foto: Sidney Assis, de Coxim)

Acidentes de trabalho - No ano passado, Mato Grosso do Sul registrou 46 mortes por acidentes de trabalho, um aumento de 39% em relação a 2019, quando foram notificados 33 óbitos.

As profissões com mais casos foram: caminhoneiro (13), alimentador de linha de produção (3), trabalhador agropecuário (3) e tratorista agrícola (2) - o que corresponde a quase metade dos acidentes fatais de 2020, segundo dados do MPT (Ministério Público do Trabalho).

Viviane Oliveira e Sidney Assis, de Coxim - Campo Grande News


Redação/ Talyta Rodrigues