Publicidade
Marmoaria

Diário X

25 de setembro de 2020
Aqui tem a Verdadeira Notícia
38º 23º
Coxim/MS
36º 22º
Campo Grande/MS
30º 16º
São Paulo/SP
30º 15º
Brasília/DF

Brasil

Moradores do RS coletam água da chuva escura; fenômeno pode ter relação com queimadas no Pantanal, diz meteorologista

14 SET 2020Por Redação / EC19h:30

Para o meteorologista e coordenador do Grupo de Modelagem Atmosférica de Santa Maria (Gruma), Vagner Anabor, sem uma análise da água não se pode afirmar se a sujeira vem da fuligem das queimadas, mas há chances de que tenham relação.

"O vento de Norte em, grande escala, transporta a fumaça da região central do Brasil para o Sul. As queimadas formam uma nuvem, que não é de chuva, deriva da ação do fogo. (...) Quando essa fumaça vem sobre a nossa região, e entra em contato com a área de chuva, ela se aglutina com as gotas e então é 'lavada' da atmosfera por um processo de remoção úmida. Assim, chega em superfície levada pelas gotas", explica.

Já o professor Carlos Fernando Jung, do Observatório Heller & Jung, em Taquara, Região Metropolitana de Porto Alegre, diz que o fenômeno é possível, mas seria necessária uma grande densidade de fumaça no ar.
Para uma análise precisa da água, ele explica que a coleta deveria ser feita em uma superfície não contaminada, em um ambiente sem sujeiras de telhado ou resíduos de veículos, por exemplo.

"Para analisar se as partículas de poeira podem ter ocasionado isso, precisaríamos de uma superfície descontaminada de qualquer resíduo", explica Jung.

O fenômeno foi registrado por outros moradores do Centro da cidade, como Miro Stivanin, que também coletou a água escura.
"Coloquei [os baldes] ontem [sábado (12)] de tarde para coletar e estão assim, a água toda escura", conta Miro.

Fonte: G1

Publicidade
.

Leia Também