Diário X

21 de novembro de 2018
Aqui tem a Verdadeira Notícia

Economia

Com investimentos de 50 milhões multiplicadora em Rio Verde-MS, vai impulsionar a produção de suínos no Centro-Oeste do Brasil

8 NOV 2018Por Redação/TR20h:12

A Agroceres PIC e a Cooperativa Agropecuária de São Gabriel do Oeste (Cooasgo) anunciaram uma parceria estratégica, que vai impulsionar a produção de suínos no Centro-Oeste do Brasil.

Com um investimento de cerca R$ 50 milhões, a cooperativa vai iniciar a multiplicação de material genético Agroceres PIC, em Rio Verde de MT-MS.

Os recursos estão sendo aplicados pela Cooasgo para a construção de uma unidade de produção no município de Rio Verde de Mato Grosso (MS), que vai operar como Granja Núcleo Filial de Rebanho Fechado.

Serão cinco mil fêmeas alojadas, entre avós e bisavós, naquela que será uma das mais modernas unidades de produção de suínos do País. Quando entrar em operação, no início de 2020, a granja da Cooasgo responderá por uma produção de mais de 40 mil matrizes Camborough por ano.

“Desde sua fundação, a Cooasgo vem realizando um trabalho muito importante para o desenvolvimento da suinocultura na região onde atua. Nos últimos anos tem intensificado seus investimentos, a partir de um plano estratégico arrojado. Para nós da Agroceres PIC é uma enorme satisfação fazer parte de um projeto como esse”, comenta Nevton Hector Brun, gerente de Produção da Agroceres PIC.

De acordo com Brun, a parceria é estratégica para a Agroceres PIC, pois permitirá à empresa fortalecer sua posição no importante mercado do Centro-Oeste, utilizando reprodutores produzidos na própria região.

Unidade de alto padrão tecnológico

Uma das principais características do projeto está em seu alto padrão tecnológico e sanitário. Instalada numa área de 60 hectares, a nova unidade de produção foi projetada para atender às atuais legislações internacionais de boas práticas de produção e bem-estar animal.

Todos os processos produtivos serão automatizados e as instalações climatizadas. A área para a construção da granja foi definida a partir de um criterioso estudo. Tudo para garantir o mais elevado status sanitário. 

A granja da Cooasgo irá operar com sistema de monitoramento genético para produção fechada AGPIC Plus. Com o foco voltado à máxima sanidade, o programa promove a auto reposição do plantel por meio da Genética Líquida Agroceres PIC, minimizando o risco de introdução de agentes infecciosos, além de proporcionar um progresso genético consistente, aumentando a eficiência produtiva dos plantéis.

Criada há 25 anos, a Cooasgo tem sua atuação centrada na recepção de grãos (milho, soja e sorgo), produção de ração, comercialização de combustíveis e bovinocultura.

A maior força da Cooasgo, entretanto, está na produção e comercialização de suínos. A cooperativa conta com duas Unidades de Produção de Leitões (UPL) com um total de 10 mil matrizes em produção. Hoje a Cooasgo produz 2.750 suínos por dia, que são entregues à Coopercentral Aurora, a maior cooperativa de alimentos no Brasil.

Foto: Divulgação

Fonte: AsCom

Enquete

As redes sociais influenciaram na decisão do seu voto?
Resultados
Publicidade
Banner Parceiros

Leia Também